22 de abr de 2010

Anseios de uma alma feminina - capítulo 9

**
Esse texto é o nono capítulo do livro "Anseios de uma alma feminina" - nome temporário - em breve disponibilizarei todos os capítulos aqui :D
**
- Alô
- Vai, rápido, um país com G
- hmm... Groenlandia
- Groenlandia é país?
- Sei lá?
- Eu gosto de lá
- Você nem conhece!
-..eu gosto de conquistar lá quando jogo War. Sempre é fronteira para América do Norte ou para a Europa
- Eu odeio War
- Você odeia porque sempre perde
- Não é verdade
- É sim
- Tá, é. Mas não tem graça também. Quer dizer... qual a idéia , afinal? Você tem esse monte de territórios que podem ser conquistados e em cada lugar tem uma cultura diferente uma tribo diferente uma natureza diferente e o cara quer que a gente acredite que tudo isso pod ser destruído ou conquistado com.... dados? Imagine quão idiota seria se todas as guerras fossem divididas nos dados? Quantas pesso estariam vivas, não existiriam mutilados na guerra, não existiriam heróis, não existiriam pessoas que tem fetiches com mutilados
-... existem pessoas que tem fetiches com mutilados?
- Existem pessoas de todos os tipos
- Existe gente que não gosta de jogar porque sempre perde
- Lá vem você de novo outra vez
- Desculpa
- tudo bem
- Mentira sua.Você sempre diz isso mas blablabla

Ela não disse blablabla aqui, sabe. Quando eu senti que ela começaria a brigar liguei a televisão e comecei a prestar atenção no filme que tava passando: O Preço de um Resgate. É um bom filme, pena que reprisa oitocentas vezes na SKY. E é odioso reprisar sempre o mesmo filme porque você acaba pegando raiva, tipo quando você coloca sua música preferida como despertador e quando vê não consegue ouvi-la mais.

-... mas se você acha que é melhor assim, você pode simplesmente...

Meu Deus, ela ainda tá falando. Ela poderia falar por horas e horas sem perceber que eu não estou prestando atenção. Ou talvez ela saiba. Talvez ela esteja me testando. meu Deus, ela poderia estar me testando. É a cara dela fazer isso. Ou talvez eu só esteja desesperado demais tentando encontrar um defeito nela.E ela parecia tão legal quando a conheci...mas fica um pouco difícil gostar dela quando ela fez questão de brigar comigo no meu aniversário só porque viu um reply de alguma garota mais bonita que ela.

-.. e assim, fica a seu critério , acontece que
- Amanda
- Oi?
- Desculpa, tá. Eu só queria ficar tranquilo com você, a culpa é minha.
- Você tá falando sério ou da boca para fora?
Da boca para fora
- to falado sério.
- Isso significa muito para mim
- Que bom

E a gente desliga o telefone. Entediado, volto para o filme. Ainda não tá na parte que o menino morre. Brincadeira, eu não lembro o final. Para ser sincero não consigo me lembrar se já assisti esse filme mesmo ou se era um similar. Ás vezes todos os filmes parecem tão iguais. Ou talvez eu só não tenha muito saco para assistir filmes já que ..

o telefone toca de novo

- Alô
- Porque você escolheu Groelândia?

É ela, de novo.

- Ué, sei lá, foi o primeio nome que veio a minha cabeça
- Mentira
Pronto, lá vai ela outa vez
- Ok, porque eu escolhi Groelândia?
- Isso é tão típico
- O que?- Isso é típico de virginiano
- Mas eu sou de capricórnio
- Viu só? Capricórnios sempre mudam de assunto
- Ok, você quer saber porque eu escolhi a Groelândia?
- Quero
- Porque lá que fica a casa do papai noel

Silêncio

- Que?, ela pergunta, do outro lado
- É lá que mora o papai-noel, eu repito, agora um pouco mais alto.
- Gente...
- É verdade, eu li no G1, no Planeta Bizarro
- Papai Noel não existe
- Mas se existisse, é lá que ele ficaria
- Isso não faz o menor sentido. Ele é gordo e sedentário, jamais moraria tão longe
- Porque?
- Ué , porque ele precisaria deslocar muito para ir para os outros lugares. É tipo falar que o Papai Noel moraria em Curitiba. Não, ele moraria em SP porque tem ponte aérea e é um dos locais que tem mais fácil acesso a qualquer estado do país
- Mas não é como se ele entregasse os próprios presentes, não é mesmo
- Claro que não, mas mesmo os caminhões precisam de boas estradas. O rodoanel está pronto, e ...
- Você já ouviu falar de ..
- Não me corta!
- Você acabou de me cortar!
- Porque você me cortou antes
- Ok, fala você então.
- Agora não quero
- Ai meu saco.. então, tem uma empresa de transporte e mudanças de Minas Gerais que vira e mexe passava pela Fernão Dias. Toda vez que eu viajo pelo menos um caminhão desses tá na estrada. De forma que inventamos uma teoria de que a viagem sempre correrá bem se tiver um desse circulando por aí
- E se tiver dois?
- A viagem será melhor ainda
- E se tiver um do lado contrário? Cancela?
- Não fala merda,não existe sorte cancelada...
- Amor, tenho que ir agora, to atrasada para faculdade.
- Você vai hoje?
- Não, to mentindo para você, idiota.
- Tá vendo? Por essas e outras que você não merece saber porque eu escolhi Groelândia

5 comentários:

Bigatto disse...

Fóda!

gatts25 disse...

Esses dois parecem mais o sol e a lua uahuahauha.
foda .
:**
beijo má

O Conselheiro Sentimental disse...

gostei, primeira vez que venho aki, muito legal

Chubas disse...

Ja te disse né? Vira jornalista má, muito foda, parabens

trufasefrutas disse...

Muhauhahuahuahuahuahuhuahuahuahuahu!

Que droooga que teeenso por queee que a gente se identifica tanto com esse universalismo juvenil técnico-informacional? :D hehehe

mto bom véi você é muito frita, tem umas sacadas muito engraçadas aih! Parabens ;]