21 de out de 2009

Eu não.

Eu não assisto Globo Repórter deve ter uns 5 anos, mas pelas chamadas é sempre a mesma historinha tipo vegans, dieta e vida saudável. Como se as pessoas REALMENTE se importassem com uma vida saudável. Todo mundo sabe que as pessoas só se submetem a torturas verdes laranjas entre outras cores porque sonham em estampar a capa de uma revista ou porque acham que a vida vai ficar mais fácil se eles forem bonitos.

Eles estão certos. 

A internet é o maior exemplo de que a democracia pode vir a ser uma MERDA. A informação tá ai, para ser lida, relida, vomitada e criticada por absolutamente TODAS AS PESSOAS. Quanto mais evoluimos, tecnologicamente falando, mais próximos do "Todos tem direito a uma opinião" ficamos. E isso é agravante quando você não sabe lidar com isso. Na maioria das vezes, é melhor optar pelo "deixa pra lá" a insistir em discutir com pessoas que sempre vão discordar de você e claramente não tem mais nada a acrescentar no assunto. 

Mas a internet une, também. E nessa união que me fez lembrar que eu não sei o que estou falando. Ou pelo menos por hoje, não quero saber o que estou falando.  Falando em não saber, eu acho extremamente interessante essas marcas que querem seguir tendência e entrar em outros mercados para tornarem relevantes (eu sei que não tem nada a ver, mas lembrei agora). Tipo, se você nunca entrou no mercado, não força a barra, ok. Pesquise antes. 

A maioria das diretrizes da Administração são destrinchadas durante o curso de ADM e ás vezes parece que é um bando de matérias dando lição de vida. Coisas que a gente já sabe há séculos. Ok, devo dizer, arrogantemente, que pelo menos grande parte das coisas eu já tinha visto, mas muito pela informação e leitura que fiz (além da observação de diferentes situações) durante a minha vida inteira, que nem é muita, porque só tenho vinte e três anos.

E porque todo professor de Administração acha que só existem exemplos aplicáveis com concessionárias? Toyota e Ford é tão five minutes ago, temos tantas organizações para dar de exemplo e os caras continuam falando dessas obviedades (tive que googlar para descobrir como escrevia isso).

Esse texto teve patrocínio da enquete que decidiu a pauta a ser escrita, mas por falta de vontade e paciência, resolvi juntar todos os assuntos num texto só, despedindo ao som de Imogen Heap e comendo trakinas de flocos, já que não consegui inseri-la no contexto.

E antes que perguntem "Ué, mais o mais votado foi liberdade de expressão, e você não falou nada disso". Bom, se eu tenho liberdade de expressão, deixa eu falar o que eu quiser né filho da puta?

7 comentários:

EddieTRM disse...

E o Bambu?

Má B. disse...

adoro esse vibe silvio santos...

Monstro do Lago Ness disse...

Não assisto Globo Repórter há uns três anos (também), a democracia é uma merda, o "Todos tem direito a dar uma opinião" nos desune. Mas o genial do texto foi o bom uso da liberdade de expressão!

Gabriela M. disse...

eu assisto globo repórter ;/

Toucche disse...

Filha da Puta de C... é R... =)

Anônimo disse...

AHAHAHA

Gustavo disse...

Olha, achei teu post muito legal e realmente faz sentido. Inclusão digital é um dos maiores problemas da atualidade, agora, com qualquer click de mouse um idiota pode vir falar abobrinha, ou qualquer gostosa-burra é idolatrada por ter nascido com um pouco mais de beleza e muito menos cérebro que as outras.

Outro exemplo disso é o titulo de eleitor: dão ele pra qualquer imbecil, até mesmo analfabeto, aí comprar voto é fácil, tenso seria exigirem vestibular pra título de eleitor, aí a coisa ia longe.

abraço aí, e continue com as boas idéias