16 de dez de 2006

Gripe Aviária e Franz Ferdinand

Estou eu almoçando tranquilamente quando ouço uma conversa de fundo

“Amigaaa, eu fui no show do Franz Ferdinand”
”Aiii não acredito, me conta”

Pronto, fodeu. Quando você ouve alguma palavra pela primeira vez é como vírus ebola , gripe aviária ou coito de coelho, ela simplesmente se multiplica e você começa a enxergá-la em todos os cantos do mundo. Você escuta conversas alheias, vê a propaganda na tv, acessa aquele vídeo youtube que tem o link alternativo ou simplesmente tropeça em links que existem por aí. Mas a pergunta que não quer calar: que porra é essa de Franz Ferdinand?

Tem nome daqueles cantores tipo Júlio Iglesias, que vestem jeans até o umbigo e passam horas cantando músicas que tem as palavras “lhorando” e “amore mio”. Ou então uma banda, quem sabe uma dupla, O Franz e o Ferdinand, uma espécie de sertanejo em inglês, uma viadagem qualquer. Um musical sobre golfinhos na Disney, um coral de negros na Austrália , um tecladista quase famoso. Enfim, eu poderia a qualquer momento acessar o google e descobrir o que é esse tal de Franz Ferdinand, mas aí eu não teria motivo para postar hoje e nem orgulho da minha ignorância.

14 comentários:

Salvaterra disse...

que nome! deve ser um desses caras que prometem poesia e rock e cantam algo experimental meio escroto: "eu sou girassol, vc é meu sol..."

Salvaterra disse...

quanto ao desenho lá no Corpo: vc gostou? se o escasso público gosta então eu faço mais.
aliás, as possibilidades do que poderia ser o franz blábláblá foram ótimas.

Don Rodrigone disse...

isso q dá a pessoa ser do interior de MG e não conhecer uma das melhores bandas da década... o melhor show do ano. sugiro veementemente que a srta. trate de descobrir o que vem a ser Franz Ferdinand. (ah, esse nome é por causa daquele arqueduque Francisco Ferdinando- ou Franz Ferdinand, no original- cuja morte foi o estopim pra 1ª Grande Guerra). Puxa, que comentário embasado esse meu. =P

Ninguém disse...

du-vi-do que você postou sem pesquisar sobre quem vinha a ser esse franz... aposto que você sabe absolutamente tudo.... fez questão de pesquisar assim que descobriu sobre....

Anônimo disse...

ninguem disse tudo...

e nina... conta outra vai... nao conhecer franz ferdinand é chamar a mãe de virgem vai...

elias.alberto disse...

Eu também duvido que ela não pesquisou. Aposto que ela não se conteve. *apont

Eu também não sei do que se trata, tenho uma música só dele, uma tal "Take Me Out", e não consigo enquadrar ela em nenhum gênero.

A propósito: se disser pra algum indie que não sabe do que se trata, vai ter arrumado encrenca séria.

Cineasta 81 disse...

Quando ouvi pela primeira vez a menção "Frans Ferdinand" eu juro que pensei seriamente a respeito de aderir a essa nova seita a respeito da qual estavam todos tão empolgados.

Cineasta 81 disse...

A respeito de a respeito.
Meo Deos.

Gledson disse...

Porra, nem todo técnico é um filho da puta!

Eu sou um técnico!

É, talvez todos sejam.
(Que inveja, tu viu Chico e nunca ouviu Franz! Que inveja!)

Carla Luz disse...

Eu também sou mais uma que não sabe nada sobre Frans Ferdinand. Só sei que é uma banda. É uma banda? Nem isso eu tenho certeza! Você não está sozinho nesse mundo sem Franz Ferdinand! E tb não quero me dar ao trabalho de procurar no google. Gostei do post!
Um abraço

Pescador disse...

Pelo que eu sei, o Franz é um cara aí pop na América Latina, mas brasileiro num sabe porra nenhuma da américa latina. Logo, eu num sei porra nenhuma também, o que se percebe claramente. Mas eu acho que esse cabloco é Franz Ferdinand e banda. Sei lá. Mas tou com o resto, você escreveu o nome do sujeito direitim, aposto que é fã =P.

Aliás, você escreve bem...devia ter uma coluna e ser (mal) paga por isso...=)

Gledson disse...

Maldito dia em que o orkut entrou em manutenção.

Eu, que tive que "trabalhar", fiquei na frente do computador da "empresa" e li o teu blog inteiro. Nessa manhã de sexta feira, a última sexta feira do pior-melhor ano da minha vidinha de merda.

Cacete, eu tenho bastante a melhorar nos meus textos. Ainda bem que você não escreve poesia, senão eu teria que te matar e roubar as suas (é bom que você não as escreva, senão eu o farei de fato).

Ah... a propósito, feliz ano novo!

Rosana disse...

Outro dia postei isso no meu blog e o Don Rodrigone me disse a mesma coisa... =D

Guilherme Regis disse...

que burro, e escreve mal pra caralho.