18 de jun de 2006

I'm a bitch, i'm a lover

Shaskpeare disse uma vez que o amor tem razões que a própria razão desconhece.

O tempo todo a lógica e o sentimento brigam, uníssonos, numa tentativa vã de chegar a um resultado conveniente. Mas como falar de conveniência quando existem dois lados e uma verdade somente não é válida??

"O amor tem que ceder". Mas qual é a linha tênue entre fazer valer a pena mudarmos uma coisa que é contra nossa natureza e nos anular em prol de mais um pouco de amor?? Como um paciente em estado terminal que toma remédios para prolongar um pouco a morte.

Com tantas pessoas no mundo, será que nós nascemos apenas para uma delas? Ou será que forçamos uma monogamia contra nossos princípios??Será que somos românticos demais para acreditar em poligamia?

O relacionamento acabou quando a 1ª pessoa descobriu que existiam outras. Que não precisava se submeter aos caprichos do parceiro ou mesmo tentar ressuscitar um namoro falido.

E então começaram a namorar já esperando que acabasse de tal forma que, se durasse algum tempo, seria proveitoso,e do contrário, seria o esperado.

A maçã - Raul Seixas

Se esse amor ficar entre nós dois

Vai ser tão pobre amor, vai se gastar

Se eu te amo e tu me amas
E um amor a dois profana
O amor de todos os mortais
Porque quem gosta de maçã
Irá gostar de todas
Porque todas são iguais


Se eu te amo e tu me amas
E outro vem quando tu chamas
Como poderei te condenar
Infinita tua beleza
Como podes ficar presa
Que nem santa no altar


Quando eu te escolhi para morar junto de mim
Eu quis ser tua alma, ter seu corpo, tudo enfim
Mas compreendi que além de dois existem mais
O amor só dura em liberdade
O ciúme é só vaidade
Sofro mas eu vou te libertar
O que é que eu quero se eu te privo
Do que eu mais venero
Que é a beleza de deitar

4 comentários:

LeoVel disse...

amor, amor, amor... ah ô coisa complicada, o dia que eu amar e for correspondido eu penso em pensar sobre os problemas, razões e consequências que ele pode trazer... não me sinto capaz pra discutir sobre isto, considerando que, ainda não fui amado incondicionalmente, mas pelo menos já amei, ou ainda amo, mas isso não vem ao caso.
bom, boa sorte na sua busca pelas razões desconhecidas e tudo mais sobre o amor...
=***

Willows disse...

Uma amiga me disse que o amor constrói.
eu perguntei se ele é pedrero.

Gostei muito do jeito que voce escreve. uma técnica perfeita. idéias bem desenvolvidas. um esyilo envolvente.

eu to começando a escrever , um dia eu chegolá.

JL disse...

Não foi Pascal?
"O coração tem razões que a própria razão desconhece"?

Cristiane Freire disse...

Nossaaa!!!
Falou exatamente como penso...
Mas como viver pensando assim ...
Eu, por enquanto, estou tentando me adaptar a cultura monoganica...mas acredito que o que "liga" um ao outro é o sentimente...se esse não exitir mais... não tem porque continuar...

E estamos em busca da perfeita parte...